15 de jun de 2011

Blogagem coletiva : Liberdade e respeito para ser mãe do meu jeito!

Eu como mãe de primeira viagem já ouvi e li várias coisas absurdas, não gosto de seguir um padrão "x" , fico muito triste quando eu vejo principalmente aqui do blogsfera atitudes preconceituosas. Chega disso! Eu quero  "LIBERDADE E RESPEITO PARA SER MÃE DO MEU JEITO" é por isso que eu super me animei em participar dessa blogagem coletiva!


Antes da Lara nascer eu já tinha e lia vários blogs, eu morria de medo de não ter leite pois já tinha visto o quanto não amamentar incomodava certas pessoas, meu Deus, isso é um absurdo! Eu tenho leite e ainda amamento a bolota exclusivo, mas eu sou contra a toda essa "palhaçada" que fazem em volta da amamentação, É MUITO IMPORTANTE, e toda mãe sabe disso , mas e a mães que não conseguiram amamentar por inúmeros fatores?  Ou que precisaram introduzir mais cedo outros alimentos? Não levanto bandeira nenhuma!
As vezes eu piro com certos comentários que ouço na rua, me digam onde está escrito ser mãe mais nova é ser irresponsável e não ter cuidado com o filho? CREDO! "Nossa uma mãe tão novinha, não sei como esse bb pode ser tão saudável!" ME DIZ SE ISSO TEM LÓGICA?? (estou berrando mesmo!)
Sou nova sim , 21 anos com carinha de 15, com um amor indescritível pela minha filha e quando se trata dela eu evoluo a minha cabecinha até pra 100 anos se for preciso! Palhaçada isso!
A Lara é criada acima de tudo com muito amor! E isso é o fundamental ... depois vem as rotinas, cuidadinhos específicos e tudo que um bebezinho tem direito de acordo com cada mãe.
Eu não gosto de rótulos, tenho cuidado é claro, mas sou desencanada como sempre fui com tudo e não fico julgando quem é de outra maneira, cada um cria o filho da maneira que acha correto e pronto!
-Minha filha tomou banho de piscina aos 3 meses , passou uns 20 minutos na água e ficou 2 semanas gripada, meu coração doeu, me senti mega culpada e depois ela ficou boa, eu não desisti, tentei novamente e agora ela continua tomando banho de piscina numa boa, não gripou mais! 
-Minha filha era viciada em colo, mas eu fico com ela sozinha em casa, preciso fazer minhas coisas também, tive que por dois ou três dias ouvir os chorinhos com o coração na mão,apresentando brinquedinhos e fazendo gracinhas de longe, mas sendo firme e deixando-a  acordada no carrinho ou berço e hoje em dia ela fica horas brincando sozinha!
-Eu não sou adepta a livre demanda, sempre dei de mamar de 2/3 em 2/3 horas e ela ganha peso normalmente (nada contra quem acha a livre demanda melhor!)
-Ela tem 5 meses e essa semana eu aposentei a banheirinha dela, toma banho comigo,eu coloco o carrinho no banheiro, tomo banho, depois pego ela , dou o banho , coloco a toalha , devolvo aquele pacotinho todo embrulhado na toalha para o carrinho e vamos felizes para o quarto.
- Eu estipulei uma rotina e fazemos o possível para segui-la, sabe o EASY da nossa amiga Tracy Hogg? Por aqui tentamos fazer conforme o ensinado no livro e posso dizer que está dando certo!
-Minha filha vai comigo pra tudo que é canto, não chora e A D O R A passear!
-Tem gente que diz que se der mamadeira a criança não pega mais o peito, por aqui isso não aconteceu, dei mamadeira com LM antes dos dois meses e ela mama quando eu vou pra facul e nunca deixou de mamar a pituca da mamãe.


São muitas coisas, mas o importante dessa blogagem coletiva pelo que pude perceber é que nós mães, temos que nos respeitar, aceitar as diferenças e parar de criticar, de jogar xaveco ou até mesmo "abraçar certas causas" porque querendo ou não, acabamos ofendendo certas pessoas e isso causa até um certo medo, trauma, afastamento ou o que for! 
Viva a liberdade de expressão, viva as diferenças e um viva todo especial a nós ... mães guerreiras, que ou temos que trabalhar fora para ajudar a sustentar os filhos ou simplesmente buscamos coragem para desistir de tudo e ser mãe em tempo integral, que optamos por um parto normal ou uma cesária, mas que de qualquer maneira trouxemos a coisa mais importante de nossas vidas ao mundo, que gostamos passear de carrinhos ou sligs/cangurus (que ainda tem essa polêmica, aff ), que algumas vezes gostamos que os nossos filhos tenham seu espaço dormindo no bercinho/quartinho, ou nos sentimos melhor com eles coladinhos em nossa cama ... 
Agora me diz onde nessas ou em qualquer outra atitude tem escrito que somos mais ou menos mães que as outras?
"Filha te amo, eu faço tudo que posso para te fazer o bebezinho mais feliz desse mundo e te ver sorrindo, saudável e bem me faz acreditar que estou seguindo o caminho correto!"

3 comentários:

  1. Post simplismente M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O

    Viva!!!

    Naiala Xavier

    ResponderExcluir
  2. Shooow teu post =]
    adorei =]
    viva a nossa liberdade para sermos as mãe que queremos ser!!
    beeijo

    ResponderExcluir
  3. Olá vim conhecer teu cantinho ...e dei de cara com este post maravilhoso, adorei e já to te seguindo!

    beijo's meu e da Jú

    ResponderExcluir